sábado, outubro 14, 2006

Por falar em Corta-Fitas...

...lembrei-me de um post do Pedro Correia, chamado 'Só em Portugal'. O dito andava à volta da questão para a qual ninguém neste país encontrou resposta cabal: por que é que os portugueses baptizam as suas empresas com nomes esquisitos? Falava-se, nesse post e respectivos comentários, da bizarria onomástica no mundo das agências funerárias, onde, a título de exemplo, surgiram uma Popular e uma Tarzan. Se neste ramo é assim, enfim - deve haver poucas reclamações. Agora, nem os mais pequeninos escaparem à esquisitice nacional, isso já me parece um bocado mal. Onde é que já se viu, numa só tarde, uma pessoa passar por uma carrinha cheia de meninas do ATL Quinta das Peruinhas, pelo escaparate do jardim de infância Os Preguiças, e pela porta de entrada da creche 'Os Bobocas?

[Foto:daqui]

4 Comments:

Blogger Pedro Correia disse...

Cá-te Espero é um nome de morrer... a rir.

11:45 da manhã  
Blogger João Pedro disse...

Na "aldeia mais portuguesa de Portugal" há um café chamado "o mais português". Mas aí até se compreende.

11:02 da tarde  
Blogger Luís Aguiar Santos disse...

Eu cá sempre pensei que para uma funerária ficaria muito bem o nome... HADES CÁ VIR.

11:15 da tarde  
Blogger Ana Cláudia Vicente disse...

Eh,eh, Hades seria apropriado. Quantos óbulos cobraria?

3:57 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home