sábado, junho 17, 2006

Há "vacas" que, apesar de "sagradas", põem a "bicicleta" a andar...


O Bruno escreveu há uns tempos que quem falava tanto na necessária reforma do Estado se esquecia de falar na reforma do sector privado. Eu comentei que as coisas não se equivaliam porque não é a mesma coisa estarmos a falar de dinheiros privados e de dinheiros públicos. O Bruno vem agora dizer que os neoliberais como eu têm no sector privado uma vaca sagrada. Seria responder-lhe na mesma moeda dizer-lhe que ele tem no Estado a sua vaca sagrada. Como é evidente que a conversa assim não vai a lado nenhum, abstenho-me de tecer esse tipo de comentários. De qualquer forma, o Bruno já conseguiu desviar a atenção daquilo que interessa e que foi o motivo primeiro desta troca de comentários: a despesa pública em Portugal não deve continuar a crescer como até agora.

2 Comments:

Blogger O Condado disse...

Parabéns pelo blog! Discordamos aqui ou ali mas isso é normal... :)

11:58 da tarde  
Blogger Claudio Costa disse...

Sagradas ou não, as vacas vão invadir nossa Belo Horizonte: acontecerá neste mês a CowParade, um evendo cultural que espalhará esculturas do bovino (ou vacum?) pelas praças e espaços públicos de nossa cidade. (Já aconteceu coisa semelhante em New York, São Paulo e outras 30 cidades do mundo). Postarei sobre isso, em breve.
- Seu blog, moça, é demais!

4:39 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home