quinta-feira, maio 25, 2006

Rosas apoia Sócrates e eu também

Num texto exemplar, no Diário Económico, João Rosas vem recordar o essencial sobre o momento político actual em Portugal:


Rosas recorda sobretudo alguns factos essenciais, começando pelo mais evidente: a oposição de direita reclama agora todas as medidas que não teve o engenho e a arte de implementar quando estava no poder, tanto com Durão Barroso como com Santana Lopes. Vão lá ler o resto do texto que vale a pena.
Realmente a profundidade do nosso jornalismo e comentário político (médio) é estonteante. Há anos que exigiam reformas de fundo - daquelas que pela sua natureza demoram tempo a produzir resultados. Ao fim de um ano estão cansados de esperar e querem resultados salvíficos! Brilhante. O que não significa que não seja preciso mais. Mais esforço de todos. Mais reformas (ainda) no sector público, mas sobretudo no privado. Mais investimento. Mas sobre como conseguir isso, ouve-se pouco.
ILUSTRAÇÃO: Detalhe de Sócrates em A Escola de Atenas. Fresco de Raffaello Santi [Reproduzido por caridade de Sua Santidade o Papa].

1 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

O facto é que estamos a escorregar em todos os indicadores, enquanto os nossos parceiros nos vão ultrapassando: divergimos em vez de convergirmos. O governo está obcecado com o aumento da receita, mas não mostra sinais de estar disposto a reduzir a despesa pública ou, pior, de não aumentá-la, levando isto para um caminho sem saída. Bem, agora vem um intelectual dizer o contrário; mas não é isso que o governo nos diz todos os dias?

3:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home