sábado, agosto 19, 2006

E os livros, os lábios e as prateleiras da Da. Bárbara na SIC.

João Miguel Tavares, «Livros, Bárbara e o pobre Eugénio » in Diário de Notícias, 19 de Agosto de 2006.

2 Comments:

Blogger David Oliveira disse...

...tudo o que tem conduzido a SIC ao ponto em que se encontra ou seja a SIC à semelhança de todas as criações de Balsemão perde nos meandros da abrangência ...a conciliação, o entendimento entre Deus e o Diabo!que se expressa eloquentemente por um clã de verdadeiros párias Tipo Maya ... e depois entra em vórtice ou êxtase (como queiram)com uns arremedos de cultura(?)como essa Bárbara e outras excrecências do tipo Eduardo Prado Coelho ( O citador), Clara Ferreira Alves (a Pompadour das letras lusas), a Clara Pinto Correia (a Plagiadora). O que diriam José Gomes Ferreira, Jorge de Sena ou Vitorino se fossem vivos? Questiono-me eu hoje: não será que cada minuto que se perde a citar, a ler, a apreciar o que seja destes perfeitos cenuros não é arremessar pedaços preciosos da nossa disponibilidade temporal para a sarjeta?

5:35 da tarde  
Blogger JPT disse...

até já vai no "essa" Bárbara. Ah, se a mulher fosse feia quão bem diriam...

11:27 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home