sábado, dezembro 08, 2007

Eastern Promises

Eastern Promises, o título do último filme de David Cronenberg, perde na sua tradução portuguesa, Promessas Perigosas, uma das suas conotações mais interessantes, a de uma espécie de cartografia do mal. Uma História de Violência, seria um primeiro tomo deste mapa, analisando as perversões das «promessas do Oeste», do sonho norte-americano. Eastern Promises é um filme sobre os sonhos de Leste que se transformam em pesadelo, ou sobre a Europa sonhada a Leste revelando-se um inferno clandestino.
Não percebo os fiéis de Cronenberg que vêem neste filme uma traição. Ele não só se encontra intimamente ligado à longa-metragem anterior, como dá continuidade a movimentos passados do universo do autor: Spider (2002) foi uma primeira incursão no cenário londrino; M. Butterfly (1993) abordava o tema da espionagem entre Estados, o qual em Eastern Promises é transposto para as relações entre Estados e crime organizado.
Uma das obsessões de Cronenberg – o corpo e as suas transfigurações – marca presença neste filme, numa sequência antológica da sua filmografia – o atentado na sauna. Desta vez o corpo é visto com uma ambivalência inquietante: as tatuagens são máscaras que tanto podem identificar como esconder.
Viggo Mortensen, na pele de Nicolai, volta a ser uma peça fulcral na história contada pelo realizador canadiano. É uma grande interpretação, que se distingue da de Uma História de Violência pelo processo de interiorização. As motivações da sua personagem nunca são plenamente desvendadas ao espectador, como se a sua conduta fosse explicada por uma promessa silenciada, que fará tudo para cumprir. É um filme que cintila na sala de cinema como a neve na noite escura.

Etiquetas: , ,

2 Comments:

Blogger Porfirio Silva disse...

Eu, que nem sou crítico de cinemas, proponho uma leitura deste filme em Promessas Perigosas, Cronenberg, 2007

4:21 da tarde  
Blogger João Miguel Almeida disse...

Já li o texto. Concordo e recomendo a sua leitura, juntamente com os comentários adicionais, aos cibernautas que passarem por esta caixa de comentários.

7:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home