domingo, dezembro 02, 2007

Almanaque do Povo

Eu é mais bolos: recentemente ecoou na imprensa o projecto Fabrico Próprio, da autoria de Rita João, Pedro Ferreira e Frederico Duarte, três designers portugueses. O seu objecto é a pastelaria nacional. Desta bela glico-causa resultará, no próximo ano, um livro. Do caminho de dois anos resulta já uma primeira listagem, alfabeticamente ordenada, da pesquisa feita. Pensava-me uma apreciadora erudita da bolaria semi-industrial, mas afinal nada disso: dos mais de setenta tipos e variantes encontradas, não conhecia o nome a pelo menos uns vinte. Digam lá a verdade, conheciam o "contraplacado"?

A bloga destra está mais velha: saúde ao 31 da Armada (1 ano no passado 25 de Novembro) à Rititi (4 anos hoje) e ao Alexandre Soares Silva (também hoje, 5 anos. Chiça!).

Mas a ideia não é boa?: o ICE, acrónimo correspondente a in case of emergency, número telefónico de parente ou indivíduo próximo a registar no nosso telemóvel para o uso de profissionais de emergência médica caso nos aconteça algo, foi ideia britânica que se difundiu por muitos outros países nos anos mais recentes. Curiosamente, circula desde o Verão passado, em forward, pelas e-caixas lusas, uma mensagem que apela à introdução do ICE por cá, aparentemente a pedido das corporações de bombeiros e do INEM. Quando a recebi não me ocorreu que não fosse verdadeira, mas as instituições oficiais não demoraram a invalidar esta suposição. OK. Contudo, uma pergunta: mas a ideia não é boa? Não se podia considerá-la?

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home