sexta-feira, maio 25, 2007

Almanaque do Povo


Há mais mundo: Desde Abril pode ler-se Cegueira Lusa, de José Carreira, blogue de reflexões sobre a actualidade. Nascido no Outono passado, o colectivo Vila Forte discute o quotidiano de Porto de Mós, Leiria, Batalha, Coimbra, com especial atenção para o universo educativo, a saúde e a política autárquica.

Selo e fazê-lo: Os CTT criaram a comunidade virtual Aqui Há Selo; no seu blogue qualquer um pode criar e propor a votos diferentes exemplares, os quais poderão entrar em circulação a breve trecho. Se tiver um tema ou efeméride que achasse ver comemorado, difundido, mãos à obra. Se até os entusiastas do quitanço já têm uma estampilha a concurso, sob o mote 'O tuning é arte móvel'...

Ida e volta: Regressados ao convívio bloguístico estão a Polly, no novo Diotima, e o Ivan, no não tão novo Ex-Ivan Nunes.

Não aconteciam?
: Acho que estou no comprimento de onda do que levou a f. a escrever o post de hoje. Se é certo que a concentração urbana e o desenvolvimento da mobilidade - entre outros - potenciaram o aumento deste tipo de predação, é também certo que não a geraram. A mim têm-me vindo à cabeça as descrições feitas por Raul Brandão (nas suas Memórias, se não me engana a minha) de prostituição infantil descarada, da mendicidade, dos abandonos, no Porto, e mais gritantemente em Lisboa. Têm-me sobretudo impressionado, desde o caso Casa Pia, as lembranças que familiares e amigos bem mais velhos vão trazendo à tona das conversas de ocasião. Coisas das quais antes pouco se falava, como que a esconjurá-las. Nem um nem dois vieram no fim da infância, em pleno pós- II guerra, trabalhar de marçanos para as lojas da capital. Se em início de discussão alguém usa o tal 'estas coisas não aconteciam', depressa outro alguém relembra o enigmático interesse e a surpreendente generosidade que moviam com frequência, até aos armazéns de retalho, aos cais e às carvoarias, cavalheiros de insuspeita aparência. E de como quando a algum dos rapazes se perdia o paradeiro se dizia vagamente que teria voltado para a terra, ou ido para África.

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

Em nome do vilaforte agradeço a referência ao nosso blogue.

pedro oliveira
http://vilaforte.blog.com/

5:53 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home