segunda-feira, janeiro 15, 2007

Uma afirmação que é uma pergunta.

Ainda a propósito da gafe de Zapatero, quando designou como “acidente” o atentado da ETA em Barajas, o PSOE pede que se investigue quem fez a gravação daquelas declarações, uma vez que a “Conferência de Presidentes” se tratava de uma reunião no Senado à “porta fechada”. O presidente da região autónoma de Rioja, Pedro Sanz, respondeu afirmando: “lo importante no es quién lo grabara, sino lo que dijo el presidente.” Esta é, indiscutivelmente, uma interessante afirmação que encerra uma pergunta ainda melhor.

2 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

O ZP deve ter aprendido com o caso do Envelope9.

4:15 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Hoje soubemos, através do presidente da Cantábria, quem foi o autor da gravaçao (ver fotografia no post) e a disponibilizou à COPE a meio da conferência. Quando mais tarde ao Sr Pedro Sanz lhe perguntaram o que tinha a dizer, o comentário nao foi tao interessante como os da passada Segunda: "nao comento". Como dizemos por estes lados: "que gran gilipollas" (a verdade é que nao uma novidade).

11:20 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home