sexta-feira, janeiro 12, 2007

“]…] vocês sabem do que é que eu estou a falar.”

Segundo a TSF, “O Sindicato Livre dos Pescadores considera que Cavaco Silva tem conhecimento sobre as razões que levaram a que o afundamento do navio «Bolama» não fosse investigado a fundo.
O presidente deste sindicato entende que não é normal ter aparecido apenas oito corpos das 30 pessoas que seguiam a bordo deste navio que se afundou há 15 anos e que o então primeiro-ministro deve saber porque o assunto não foi correctamente investigado. «É uma pergunta que deve ser feita ao Presidente da República, Cavaco Silva, porque na altura era primeiro-ministro e sabe de certeza absoluta o que aconteceu, a Fernando Nogueira, a António Vitorino, a António Guterres e a este Governo também», disse Joaquim Piló.
O presidente do Sindicato Livre dos Pescadores diz que a demissão do primeiro juiz deste caso por «razões familiares» e o seu aparecimento num alto cargo em Genebra é uma das perguntas que estão por responder.«Porque é que a juíza do DIAP deu como conclusão que o navio foi ao fundo por causas naturais, sem explicar que causas foram essas? Porque é que o Tribunal Marítimo vem depois dar como provado foi ao fundo por falta de estabilidade?», questionou.”
De facto, depois destas declarações, o naufrágio do Bolama transforma-se ainda mais num acontecimento misterioso e dramático. Não descartando a forte possibilidade de, também neste caso, o poder político ter ilegitimamente pressionado o poder judicial, a verdade é que estas acusações do presidente do sindicato fazem-me recordar uma expressão que ajudou a popularizar e a credibilizar um grande treinador de futebol português, Octávio Machado. A célebre “]…] vocês sabem do que é que eu estou a falar.” Porém, e como os comuns mortais como eu não sabem, nem imaginam, do que é que Joaquim Piló está a falar, como ninguém sabia ao que é que, em concreto, Octávio Machado se referia quando fazia as suas meias acusações sobre a corrupção no futebol lusitano, seria bom que o aparente porta-voz das vítimas fosse mais específico. Caso contrário, é melhor que se cale. E já agora o que é que o Sr. Presidente do Sindicato tem a dizer sobre as polícias e o Ministério Público que, aparentemente também, se mostraram incapazes de fazer uma investigação capaz cedendo, aparentemente, a pressões ilegítimas?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home