quarta-feira, setembro 13, 2006

As novas convicções do presidente Soares

É curiosa, ao menos para os menos atentos, ou mais esquecidos, a posição que Mário Soares tem tomado em relação às posições dos EUA e da Administração Bush depois do 11 de Setembro, e que, em boa medida, já havia assumido nos oito anos em que Bill Clinton tinha sido presidente. Mário Soares que contra tudo e contra todos defendeu em Portugal e na Europa, para não dizer no Mundo, a bondade do “fanático religioso” Carter e do “idiota” Reagan, tem passado a última dúzia de anos a exibir publicamente o nojo que a “América”, esta “América”, lhe causa.
Alguns dirão que tal deve ao facto de que, sendo Mário Soares um “europeísta” a outrance e tendo percebido que a “Europa” já nada tem a ganhar com a relação mantida com os EUA durante a Guerra Fria, desaparecida a “ameaça comunista”, reformulou o seu discurso em função de convicções profundas: o socialismo, a liberdade, a “verdadeira” democracia, o “ódio” ao “capitalismo selvagem”, ao “neo-liberalismo” e ao “neo-conservadorismo”. Embora pense que estas explicações estão correctas, também penso que elas esquecem uma outra, igualmente importante. Mário Soares, o político de grande “faro” e “taticista” por necessidade vital, mudou nos últimos anos politicamente por ter percebido que lhe seria muito difícil garantir um “capital” de simpatia – e não apenas na esquerda – caso não adoptasse o discurso dominante profundamente anti-americano. Só assim poderia Mário Soares ser ouvido e respeitado. E é isso que como político ele deseja acima de tudo nos últimos anos de vida. As convicções ficam para além da vida. Com convicções, aliás, ninguém vai muito longe em política. Se exceptuarmos, claro está, a convicção de que é fundamental prolongar eternamente a vida política e a vida na política.

1 Comments:

Blogger Sofocleto disse...

Por falar em convicções:

Num humor imbatível, Jon Stewart do Daily Show mostra-nos o vice-presidente americano Cheney a qualificar a prisão de Guantanamo quase como um paraíso na terra para terroristas. Sem setenta virgens mas com dois deliciosos tipos de fruta.

Vídeo - 4:43m

8:27 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home