quinta-feira, abril 06, 2006

Momento publicitário



Este vosso criado escreverá por uns tempos uma secção à esquerda na revista Atlântico. O desafio do Paulo Mascarenhas era difícil de resistir tendo em conta as condições: poder escrever o que me apetecesse desde que fosse à esquerda. O que tendo em conta a posição física da dita coluna na revista está garantido à partida.

Decidi começar com um ataque preventivo (pareceu-me apropriado). Como não gosto da ideia de ser «o Outro» na Atlântico, comecei por atacar a pertinência do conceito de «o Outro» em termos mais gerais. Se a estreia não estiver muito legível, a culpa é dos EUA. (Juro. Estava de partida para uma conferência nos States, tinha um paper para terminar). Provavelmente o próximo fascículo será dedicado aos liberalismos de esquerda.

A Atlântico é uma revista de ideias, e (caso não tenham reparado) sobretudo ideias de direita. Como todas as revistas de ideias – de direita, de esquerda ou desalinhadas – é tudo menos inocente. As ideias só serão inocentes numa sociedade inocente.

É evidente que há quem escreva na Atlântico também com objectivos políticos e não meramente literários ou intelectuais. Eu próprio, também tenho (às vezes) uma agendazinha política. Embora (inexplicavamente) ainda não tenha notado grande impacto na vida pátria.

Há poucas coisas mais perigoso do que as ideias. Mas sempre enfrentei o perigo com um sorriso nos lábios. E sempre defendi o convívio de ideias diferentes, respeitadas regras mínimas, como única forma de arejar o reduzido espaço de debate em Portugal. Daí o meu interesse pelos blogues. Daí o meu interesse por este desafio. O que me falta é tempo (nas várias acepções da palavra). Mas veremos o que se arranja.

4 Comments:

Blogger Luís Aguiar Santos disse...

Ideias, há boas e más. Neste último caso estão precisamente a "esquerda" e a "direita"...

5:23 da tarde  
Anonymous Carlos Pulz disse...

Andam por muitos bons escritos sobre liberalismo de esquerda e blogs não faltam. Conhecem o http://kontratempos.blogspot.com? É muito bom.

7:12 da manhã  
Blogger Paulo Alves disse...

Como assinante da revista e partidário de alguma direita fico extremamente satisfeito por registar esta sua visão. E, de facto, não me parece que exista outra atitude mais saudável. Estas revista bem como os confrontos de ideias que ela provoca só pode causar naúseas a quem não gosta de ver discutida a inocência das suas próprias ideias. O Bruno poderá ser o «Outro» (titulo que até acho feliz) mas necessariamente o «outro» que nos interessa ouvir e ler.

6:16 da tarde  
Blogger bruno cardoso reis disse...

Luis, amigo, tens de esclarecer se achas que a divisão "direita e esquerda" é uma má ideia (o que percebo, embora não concorde inteiramente), ou se achas que a direita é uma boa ideia e a esquerda uma má ideia ! Tens de reconhecer que a tua fraseologia é um bocadinho ambígua.

Obrigado pela recomendação Carlos. É fácil escaparem-nos blogues novos interessante. Mas realmente já tinha visitado o Kontratempos.

E sobretudo obrigado caro Paulo, vou tentar correponder ao acolhimento.

1:55 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home