quarta-feira, outubro 17, 2007

A educação sempre em questão

Ao iniciar uma (outra) aventura universitária, constatei que o panorama da educação permanece, no seu conjunto, igual a si próprio. Quero com isto dizer que mesmo quando se deram modificações, elas guardaram um carácter pontual. As estruturas institucionais e metodológicas mantiveram-se, no seu essencial, imutáveis.
O sistema educativo está ainda fortemente dominado por uma espécie de selecção. O modelo escolar tradicional, com o seu cortejo de lições e deveres, exames e diplomas, eleitos e rejeitados, promoção dos mais brilhantes e marginalização dos menos dotados, permanece intocável, quaisquer que sejam os sistemas políticos ou os níveis de desenvolvimento social.
A educação é ainda o domínio da hierarquia, da divisão do saber e da uniformização dos modelos. Em vez de serem as formas de educação a adaptarem-se ao estudante, tendo em conta as suas diferenças e particularidades, é o contrário que se produz, com resultados bem conhecidos.
Face a esta situação, que escolhas se apresentam àqueles que pretendem continuar a lutar por uma nova perspectiva de educação?

2 Comments:

Blogger Luís Aguiar Santos disse...

Provavelmente, dar um chuto a essa "educação" e arranjar uma vida longe dela...

2:52 da tarde  
Blogger David Soares disse...

Provavelmente o ideal seria a "educação" traduzir-se em educação, remediando-se algumas insuficiências.
Um primeiro passo para tal talvez fosse discutir a pertinência das escolas e das universidades promoverem, como parte integrante do conjunto das responsabilidades educativas que lhes cabem, actividades no domínio de diferenciação nas aprendizagens dos seus alunos, enquanto acções de intervenção educativa que promovessem o desenvolvimento pessoal e social.

11:48 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home