sábado, dezembro 09, 2006

Carolina Salgado

Apesar de haver muita “dor de corno” no livro que Carolina Salgado, a ex. de Pinto de Costa, escreveu, vejo nele e nas entrevistas que a TVI e a SIC têm passado muito mais do que um ajuste de contas com o presidente do F. C. Porto e da sua Sociedade Anónima Desportiva. No livro e nas entrevistas vejo coragem (apesar do medo de Carolina estampado no rosto), alguma inocência e muita ingenuidade. Coragem, por que são muito poucos, infelizmente, os portugueses capazes de fazerem uma denúncia totalmente verosímil, para não dizer verdadeira, afrontando uma personagem intocável da vida portuguesa. Inocência, porque por causa do poder de Pinto da Costa e de muitos que com ele por aí andam jamais será possível que o livro e as entrevistas produzam algum resultado. Isto é, que a partir delas se faça justiça. Multiplicar-se-á a censura moral e pessoal a Carolina e repetir-se-ão até à náusea os testemunhos acerca do imaculado comportamento ético de Jorge Nuno Pinto da Costa. Ingenuidade, porque, ao contrário daquilo que Carolina poderá pensar, quem irá sair penalizado – fortemente penalizado – será a denunciante e nunca o denunciado. Pinto da Costa é intocável. A pátria é assim, mesmo que o Correio da Manhã, o diário nacional mais crítico do establishment português, tenha como que aproveitado o balanço e noticiado as perseguições e pressões de que foram vítimas responsáveis policiais e judiciais pelas investigações do célebre caso “apito dourado” e em que, entre muitos outros, Pinto da Costa está – ou esteve – a ser investigado. Conclusão: é cada vez mais arriscado viver em Portugal. Os portugueses são e estão, efectivamente, muito perigosos.

14 Comments:

Blogger Marco disse...

Até há alguns meses atrás, eu pensava que no futebol português havia corrupção.
Mas este e outros episódios recentes levam-me a pensar se não será mais do que corrupção; talvez a expressão correcta seja "crime organizado".

11:54 da tarde  
Blogger David Oliveira disse...

«...os portugueses são e estão cada vez mais perigosos» ou os portugueses permitem que sejam, esses,cada vez mais perigosos? gostava mais desta abordagem, a "coisa" vista por este lado!

1:18 da tarde  
Blogger Fernando Martins disse...

Os portugueses são e estão mais perigosos por aceitarem uma "sociedade" como esta. Como é óbvio!

4:03 da tarde  
Blogger Francis C. Afonso disse...

Caro Fernando, não se trata de um caso de coragem mas de dinheiro. Sabe quem pagou o livro? Procure saber e depois percebe que o que rapariga queria era protecção e aquilo com que se compram os caramelos. Conseguiu-o. E olhe que eu sou insuspeito porque sou absolutamente lagarto.
Abraço

11:41 da tarde  
Blogger Fernando Martins disse...

Não sei, sinceramente, o que é que o dinheiro pode ter que ver com a gravidade e o "teor" das acusações. Se o livro tivesse sido escrito graciosamente já podíamos todos aplaudi-lo?

8:06 da manhã  
Blogger Francis C. Afonso disse...

Fernando, o "teor" geral é abaixo de cão e o "teor" criminal carece de credibilidade pelo facto de ser uma obra encomendada pelo "Orelhas". A questão não é a graciosidade, mas o objectivo de quem pagou. Uma coisa o "orelhas" já conseguiu: ninguém dar conta que foi constituído arguido por se ter abotoado com parte da transferência do Mantorras.

1:41 da tarde  
Blogger Fernando Martins disse...

Mais uma cabala, portanto! Se assim for, penitenciar-me-ei!

2:39 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Meus amigos, estamos aqui a discutir afirmações de uma prostituta a quem foi dada a oportunidade de uma vida na alta roda portuguesa e que após ser afastada quer vingança. Deixo aqui uma certeza essa senhora jamais será avô.
Abraço a todos.

12:31 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Alta roda? eh eh deve ser... com o Pinto da Costa ...nao passam de uma mafia parola. Aposto que as acusacoes sao mais que verdadeiras...porque esta senhora tambem se incrimina. Acredito bem mais numa prostituta (como lhe chama um comentarista) do que no pinto da costa e companhia. Alias o nome pinto da costa ja devia estar no dicionario de calao como um insulto bem pior do que "puta". Tipo "tu es um ganda pinto da costa" = "aldrabao, mafioso, sleazy, malandro, chico esperto, parolo, arruaceiro etc etc"

2:17 da tarde  
Blogger Xiquita77 disse...

O que temos aqui ? Uma mulher de vida facil, k nao gosta de trabalhar com os braços...tentou ser uma senhora pela via mais facil ou seja arranjar 1 homem rico!!! e nao 1 rico homem... levou com os pés e agora vem a publico contar aquilo k ate à data achava graça!!! Infelizmente ha muito k o desporto rei deixou de ser serio, ha muitos "pintos da costa"... mas tb ha muitas "putas" carolinas

3:42 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Porque è que ela è puta? Quem tem dor de corno è que a trata assim... Penso que fez muito bem em denunciar o mafioso e mais, quem garante que ela viveu sempre uma vida de princesa ao lado dele? Ele agrediu-a, não se esqueçam disso. Assim como a agrediu também pode tê-la forçado a obedecer e manter a boca calada em relação ao que se passava. Só quem passa pela experiência da violência psicológica junto com a fisíca, sabe o medo que causa.

9:29 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Vamos por partes, meus amigos! Quem garante que a palavra de uma alternadeira vale menos que a de um chico-esperto à portuguesa? A fronteira entre as duas está no Colégio das Caldinhas que o segundo frequentou, ou na provável falta de berço que a primeira terá?
Meus amigos, nestas coisas nunca há fumo sem fogo; estejam estatuto, carteira ou o que quer que seja em causa. Além do mais, toda a informação é válida para se tentar limpar as chagas de que a nossa sociedade sofre. Porque não começar pelo futebol? O que é preciso é gente descomprometida e sem temores.
Tem razão o Miguel Sousa Tavares quando preconiza que o Pinto da Costa deve demitir-se pelos danos que está a causar ao FCP ao ter permitido a mistura da sua intimidade com o cargo institucional que tem. Mas, tendo como exemplo factos recentes, quando isso suceder o homem está "feito". Os clubes, nesta santa terrinha, ainda são o guarda-chuva de muita moscambilha.

12:20 da tarde  
Blogger Xiquita77 disse...

Mas quem disse k a "senhora", está a mentir, toda a gente sabe que nao estamos a falar do Stº antonio...estamos a falar do pinto da costa e o nome basta!!! Agora nao queiram fazer dela uma heroina ou uma santa pk veio a publico dizer aquilo k toda a gente sabe....e nao falem em violencia psicologica neste caso... vamos separar as aguas, infelizmente ha muito boa gente k sofre deste mal... mas nao sera o caso dela concerteza, nao esteve tantos anos com ele obrigada...

3:35 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Sou Sportinguista, é-me indiferente quem pagou o livro (salvo que quem o pagou, pagou um seguro à Carolina) e espero que a Carolina possa provar o que diz...

6:05 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home