domingo, julho 02, 2006

Citação I


Esplêndido artigo o de Helena Matos no Público de ontem (1 de Julho) sobre Zapatero e a ETA. Como não há link que me valha e receio que aqueles que passam por aqui não o tenham lido, transcrevo o último parágrafo:
“Dificilmente se entende como Zapatero chegou aqui. Não às negociações mas sim a negociar deste modo. Deixando que seja a ETA a marcar a agenda. Deixando que a ETA/Batasuna fale de processo de paz e não de rendição e cessar-fogo. Em Espanha não existem duas facções combatendo entre si – donde ser uma afronta falar de processo de paz – mas sim uma organização terrorista que tortura, chantageia e mata cidadãos que acreditaram no Estado de direito para fazer valer a justiça e zelar pela democracia. E esse Estado transforma agora em negociadores gente que não só nunca disse que vai entregar as armas como nunca se declarou arrependida pelo que fez. Antes pelo contrário estão orgulhosos do que fizeram e afirmam todos os dias que as suas teses vingaram. O que é dramático é que têm razão: ganharam. Não porque não estivessem tecnicamente derrotados – em Janeiro de 2004, graças ao pacto antiterrorismo firmado entre o PP e o PSOE, a ETA estava em claro declínio – mas sim porque Zapatero (note-se que escrevo Zapatero e não PSOE, porque dentro do PSOE há quem questione todo este processo) ficará para a História como um dos piores governantes que a Espanha já conheceu. Não porque tenha governado mal mas porque deixou que o governassem.”No parágrafo anterior, que não transcrevo para não chocar demais os crentes no processo de paz iniciado pelo chefe do Governo espanhol, lá se diz que as autoridades de Madrid têm, há alguns meses a esta parte, colaborado não com a justiça e a polícia francesa no seu combate ao terrorismo etarra, mas com os próprios terroristas e suas ramificações."

1 Comments:

Anonymous Anónimo disse...

Artigo de Juan Carlos Escudier sobre os mesmo tema:

La rendición (V.O. en vasco)
http://www.elconfidencial.com/opinion/indice.asp?id=1632

quando a Helena Matos escreve que há gente dentro do PSOE que questiona todo o processo também deveria referir que há gente dentro do PP, da AVT, etc que está a favor do processo. por uma questao de honestidade.

12:46 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home