sexta-feira, junho 12, 2009

Silly season (I)

Para todos os fanáticos da autoregulação do mercado, as novas aventuras (para breve, desventuras) dos dirigentes do Real Madrid devem ser deprimentes. Tal como aconteceu até há apenas 3 anos, contratações a custos obscenos, sem qualquer atenção ao equilíbrio desportivo da equipa, repetindo e agravando a falta de visão que arruinou financeira, desportiva e publicamente o Real. Resta saber se jogadores como Ronaldo e Kaká se safam melhor (desportivamente) que Figo e Beckham.
Noutra perspectiva, talvez tenham acertado aqueles que, muito lusitanamente, gostam de depreciar o produto nacional. Ronaldo não deve ser tão bom como Messi, Arshavin (lembram-se?) ou outros ainda. Afinal, vale apenas os 18 milhões de contos que vale um suplente do Benfica e da selecção de Angola.

Seria de esperar que os dirigentes do SCP não festejassem a esmola que lhes vai sobrar disto, mas é provavelmente esperar demasiado...

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Carlos Pires disse...

Mas isso significa o quê relativamente à posição dos que não são "fanáticos da autoregulação do mercado"? Que o Estado deve interferir nos negócios da bola, impôr limites financeiros, etc.?

7:43 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home