domingo, junho 29, 2008

Onde está a saída de emergência?


Os sintomas de uma crise podem avaliar-se de muitas formas, uma delas é o modo pelo qual as famílias administram os seus bens. Com frequência, em épocas mais difíceis, elas tendem a preservar o máximo possível os seus meios de produção, em detrimento dos itens não produtivos, dos quais, muitas vezes, se desfazem para garantir a sua segurança económica. Este fenómeno a aumentar em Portugal, exige urgentemente uma resposta não só através da recuperação e do fortalecimento dos meios de produção mas também pela sua ligação ao desenvolvimento, de modo a reduzir vulnerabilidades que possam fomentar um ciclo vicioso de situações críticas e alarmantes. Haverá uma saída para isto?

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home