quinta-feira, junho 26, 2008

A vénia da virtude ao vício

A wikipedia, essa fonte de informação tão utilizada por universitários, decerto pela sua seriedade intelectual...
Voltarei a Casais Monteiro em breve, na data exacta.

Etiquetas: , ,

7 Comments:

Anonymous Manuel Anastácio disse...

Ponto 1: o seu post foi o suficiente para o artigo na Wikipédia voltar praticamente ao zero - mas será aumentado em breve, com texto adequado.

Ponto 2: a Wikipédia deve ser "bem" usada pelos universitários, participando nela. Se a usam como fonte bibliográfica é porque são ignorantes (não duvido muito disso).

Ponto 3: Cada artigo da Wikipédia tem uma aba de discussão onde se podem denunciar casos de plágio, de erros no texto, etc.

Ponto 4: Convido-a a ir ao meu blogue e a ler os artigos que escrevi sobre a Wikipédia, na tag "Wikipédia".

Grato pela chamada de atenção, embora agradecesse que, no futuro, informasse os próprios contribuintes da Wikipédia para falhas desta natureza. Os contribuintes da Wikipédia são os primeiros a procurar estes casos e a corrigi-los. E acredite que este é apenas um caso entre muitos. A seriedade intelectual na Wikipédia é algo que ainda não é compreendido (e parece ser afectado por casos destes), pelo simples facto de as pessoas ainda não compreenderem, de facto, a sua utilidade.

Abraço, e parabéns pela sua capacidade crítica de leitura. Precisávamos de si para a Wikipédia... Mas quem poderia ajudar, demite-se... Ficamos com meia dúzia de contribuintes sérios a lutar contra um batalhão de plagiadores... É a vida. Há que dar tempo ao tempo.

6:36 da tarde  
Anonymous Manuel Anastácio disse...

Mantendo o post como está, com os links que estão - sem mais comentários e sem mais esclarecimentos - não será possível aos leitores deste blogue entender onde é que está o plágio: coisa que, virtualmente, não existe na Wikipédia, porque sendo a Wikipédia aberta à colaboração de todos, não existirá nunca a apropriação de conteúdos por quem quer que seja. Aliás, o termo "plágio" para a Wikipédia é mesmo abusivo. Houve apenas má fé, ou ignorância, de quem fez a primeira edição do artigo, não tendo, entretanto, ninguém reparado que era a transcrição de outra fonte.

Devo dizer que me entristece o facto de este post persistir em transmitir ideias erradas sobre a Wikipédia, ao basear-se em premissas erradas sobre a mesma. Isto é, este post acaba por partilhar dos mesmos erros que os universitários que usam acriticamente a Wikipédia para os seus trabalhos académicos. Transmite a ideia de que a Wikipédia é uma fonte bibliográfica, quando não é. Não é, mas é mais do que isso. É um meio de aprendizagem (onde, por exemplo, se pode aprender o que é isso de plágio: este passou durante algum tempo, mas outros não passam, e os plagiadores são alertados para isso, ao contrário dos plagiadores de sites e blogues que não prestam contas a ninguém).

Fiquei mesmo na dúvida se "Cleone" saberia como é feita a Wikipédia. Se saberia que existe uma página de discussão para cada artigo. Que existe um botão "editar" que permite a modificação do texto na hora por parte de qualquer pessoa, incluindo "Cleone". Se sabia, porque não o fez? Soberba? Preguiça? Revolta (contra o quê)?

Eu sei que muitas pessoas dizem: "não tenho obrigação nenhuma de contribuir para a Wikipédia". Isso é certo. Mas não compreendo tal opção. De facto, ninguém tem obrigação de indicar uma direcção a um viajante desorientado. Fazê-lo não é uma obrigação. Nem sequer é bondade. É, apenas, boa vontade.

10:28 da tarde  
Blogger CLeone disse...

Vale a pena comentar?...

11:15 da tarde  
Anonymous Manuel Anastácio disse...

Gostava de ouvir um comentário, sim. Mas ninguém é obrigado... :)

11:27 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

O que está em causa não é a Wikipedia, mas o plagio e a forma como a wikipedia pode favorecê-lo ou até mesmo incentivá-lo.

Tiago Pereira

1:04 da tarde  
Blogger CLeone disse...

Caro Tiago,
mase a eikipedia podde favorecer ou memso incentivar plágios (e outras coisas resultantes da sua falsa encicpledia), então a wikipedia está em causa...
Quanto ao mais, lembro-me daquela piada freudiana: um homem empresta um caldeirão a outro e, quando o outro lho devolve furado, e ele protesta, o outro diz: o caldeirão não está furado, você já mo emprestou furado e além disso você nunca me emprestou caldeirão nenhum. (cito de memória, o original é decerto mais engraçado - e provavelmente ainda mais adequado ao episódio)

3:04 da tarde  
Anonymous Manuel Anastácio disse...

Se considerarmos a Wikipédia como uma "Enciclopédia", sem tirar nem pôr, terão toda a razão nas vossas preocupações. Mas a Wikipédia não é, simplesmente, uma Enciclopédia. O que incentiva o plágio não é a Wikipédia (antes pelo contrário: leva as pessoas a reflectirem sobre os direitos de autor) mas a própria Internet (e mesmo a respeito disso tenho as minhas dúvidas, já que os mecanismos de procura ajudam mais facilmente a desmascarar os infractores).

10:40 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home