terça-feira, junho 24, 2008

Zurros

De O Jumento, que transcreveu do Público, um cientista social, André Freire: « Em 2009, estará em jogo saber se o chamado "bloco central de interesses" pesa mais do que o voto popular. Uma coisa é certa: se as esquerdas à esquerda do PS se reforçarem significativamente, o bloco central ficará muito mais difícil.» Não sei o que é mais notável: se a deprimente facticidade desta ciência social para a qual a democraticidade do partidos é assunto inexistente, se a esperteza saloia que fala do bloco central de interesses para esconder a evidência de esse suposto bloco de interesses constituir 70 a 80 por cento do eleitorado português, incluindo aí a esquerda democrática, sobrando às «esquerdas à esquerda do PS» (mais apropriado seria dizer «à esquerda da democracia»…) uns meros 20% - se as sondagens actuais se confirmarem em 2009, claro…

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home