quarta-feira, outubro 04, 2006

A República faz anos!

Não tarda nada o regime republicano português cumpre 100 anos (faz amanhã 96). Destes quase 100 passou, pelo menos, uns 85 aos tombos. De qualquer modo, como quando se fala de República, e do 5 de Outubro feriado nacional, nos vem sempre à memória a "I República" ou "República Democrática" - não, presumo eu, por ter sido democrática, mas por ter sido propriedade do Partido Democrático, antes conhecido por Partido Republicano Português - recomendaria a leitura de dois textos insertos nesta colectânea [Manuel Baiôa, (ed.), Elites e Poder: A Crise do Sistema Liberal em Portugal e Espanha (1918-1931)], publicada há dois anos pela Colibri e pelo CIDEHUS-UE e que se tem, presumo eu, mantido num anonimato imerecido. Refiro-me ao texto de Rui Ramos intitulado “Foi a Primeira República um regime liberal?” (p. 185-246) e a um outro de António Costa Pinto a que chamou “A queda da 1.ª República Portuguesa: uma interpretação” (p. 165-183). E, claro, fora desta colecção de artigos, há sempre, de Vasco Pulido Valente, “Revoluções: A ‘República Velha’ (ensaio de interpretação política) in Análise Social, vol. XXVII (115), 1992, p. 7-63.
É que, e para usar uma frase feita muito republicana, o saber não ocupa lugar.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home