sábado, abril 29, 2006

Da valia do crocodilo como animal de estimação


A ideia pode parecer um pouco estranha: um crocodilo doméstico? Mas esta notícia da BBC fez-me pensar que era uma hipótese a ponderar. Aparentemente, os crocodilos de água salgada australianos – e afinal, nós até já temos florestas de eucaliptos australianos por todo o lado – além de serem os mais perigosos do mundo (como tudo o que mexe na Austrália), são bichos altamente sensíveis que têm grandes problemas com qualquer barulho que lhes perturbe a reflexão. Neste exemplo, um deles, apelidado Brutus, irritou-se com o zumbido ensurdecedor de uma moto-serra e atacou o trabalhador que cortava uma árvore na sua vizinhança. Resultado? A serra animal (também conhecida como crocodilo) perdeu uns quantos dentes (não se preocupem, amigos dos animais, eles voltam a crescer). A serra mecânica ficou feita em pedacinhos. O trabalhador escapou ileso para o cimo da dita árvore. Já imaginaram um bichinho destes a lidar com vizinhos barulhentos e respectivas fontes de som? É claro que havia o pequeno problema de o fazer caber na banheira, ou de lhe arranjar trela e açaimo; isso, e fazê-lo aguentar o som dos motores do avião durante vôo da Austrália para Portugal; além, claro, de que convinha acabar com as festas lá por casa.

2 Comments:

Blogger sabine disse...

Mais valia tê-lo no habitat natural!

12:09 da tarde  
Anonymous romao disse...

1 croc desses nao recomendo, mas existe caimoes domesticos que atingem cerca de 2 metros em espaços grandes, espaços confinados nao sao propicios a crescimento rapido, atrasa o mesmo, e ate atinjir o tamanho adulto, vao alguns anos.

cumps

10:19 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home