sexta-feira, janeiro 20, 2006

Voltar para quê?

Voltar à blogosfera para quê? Regressar ao passado nunca foi o meu género. Após a minha saída deste meio virtual, houve quem tivesse tido a gentileza de me oferecer poiso. Alguns fizeram-no publicamente, outros por mail. Agradeço aqui a todos. Mas não me pareceu então ser o momento.

Volto agora por ter sido possível juntar um pequeno grupo de pessoas com ideias e gostos muito diferentes na política e no resto. Uma novidade, creio, numa blogosfera dominada, sobretudo nos blogues colectivos, por empreitadas ideologicamente motivadas. O que está muito bem, mas me desapetecia.

As minhas simpatias e ideias políticas foram rigorosamente caricaturadas aqui e filosoficamente explanadas por estes lados (com a ajuda do AAA e do João Miranda). São de proximidade do PS e do actual governo, e por Mário Soares a presidente. São filosoficamente próximas das tradição de catolicismo liberal erasmiano e de certas correntes da esquerda liberal e social-democracia. Mas aqui tenciono (modestamente claro) emular Aristóteles que tanto escreveu a Poética como a Política.

As minhas razões para me amigar do povo são sumamente três. Desenferrujar o português. Gosto pelo debate. Desalinho ideológico. Agrada-me que a coincidência de opiniões entre os amigos do povo seja isso mesmo, pura coincidência, num país onde é tão grande a tendência para ortodoxias, geralmente em parelhas.

Há o risco consciente de que a heterodoxia desagrade a gregos e troianos e escasseie de público. É bem possível tendo em conta que muitos andarão à procura de argumentários políticos prontos a servir em blogues com orientações políticas claras. Mas se há meio em Portugal que ainda representa alguma promessa de debate é a blogosfera. Enquanto me parecer que é assim valerá a pena continuar a leitura e escritura apesar de me escassear o tempo e me abundarem tarefas.

As minhas preferências bloguísticas exprimem - penso eu de que - este meu gosto pelo debate de ideias. Por isso cito primeiramente alguns blogues que tiveram a paciência de se debater longamente comigo no passado, como as Blasfémias, o Sinédrio, e o Acidentalgood to be back caro Rodrigo Moita de Deus, e, por falar nisso, ainda estou à espera do chequezinho, não prometo é investi-lo a mudar de sexo e de raça para me conformar à analogia, acho que prefiro gastar tudo em freiras e livros. Dos muitos que vou visitando ao sabor dos apetites, cito apenas aqueles de que sou cliente mais frequente, por razões desvariadas, mas que terão a ver com serem mais do que corte e cola e uma certa coincidência de interesses que não necessariamente de ideias: Bloguítica, Causa Nossa, Contra-a-Corrente, Cibertertúlia, Da Literatura, Esplanar, Mar Salgado, Margens de Erro, A Origem das Espécies e a Praia.
Acompanho com natural curiosidade e muita simpatia o regresso de alguns barnabitas à blogosfera na Gardleste, Pequeno Blogue do Grande Terramoto e Fuga para a Vitória. Sem esquecer o retorno tão aspiciosamente coincidente do Daniel Oliveira via Aspirina B.

PS - Para quem quiser mais cartoons do Danziger é fartar vilanagem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home