segunda-feira, outubro 13, 2008

Krugmania

Sempre fui um fã do novo nobel da economia: Paul Krugman, ao vivo (em conferências várias) ou em diferido (via New York Times). O debate sobre o seu peso científico é ponto a que o Miguel Morgado e o Manuel Pinheiro já aludiram com mais propriedade do que eu. Mas ainda direi mais...

Vale a pena, em tempos que se advinham de perigosa reacção proteccionista, recomendar ao bom povo o seu clássico Pop Internationalism; Return of Depression Economics ou Accidental Theorist. Ensaios de vulgarização que provavelmente quase lhe custaram o respeitável Nobel.




Não respondem a tudo. Não pretendem responder a tudo. Uma das preocupações fundamentais de Krugman tem sido precisamente mostrar o perigo das ideologias rígidas no campo económico: "The history of economic doctrines teaches us that the influence of an idea may have nothing to do with its quality - that an ideology can attract a devoted following, even come to control the corridors of power, without a shred of logic or evidence in its favor."



Sobretudo o que Krugman mostra é que é possível escrever de forma interessante, clara e divertida sobre a economia internacional. Ele também deixa claro que as notícias sobre a morte intelectual de Keynes foram fortemente exageradas. Portanto vale a pena comprar os livrinhos antes que os preços comecem a inflaccionar.

Miguel Morgado, Manuel Pinheiro e muitos outros - facto a que o próprio Krugman aludiu - ficaram chocados e surpreendidos com o vigor das suas críticas a George W. Bush e companhia. Afinal Krugman tinha fama de moderado.

No entanto, Krugman é um moderado por gosto pelo rigor e pelo bom-senso. Foi em nome desse rigor e desse bom-senso que ele denunciou frequentemente as políticas desastradas e desastrosas de Bush Junior sem se preocupar que subitamente o considerassem um radical. Em suma, um perfeito exemplo do vital center tão necessário em tempos de crise como estes.

Etiquetas:

1 Comments:

Blogger Fernando Martins disse...

Bem-vindo e um abraço.

11:47 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home