quarta-feira, junho 20, 2007

este...blogue.

Hoje foi a propósito da queixa-crime apresentada contra o autor Do Portugal Profundo, amanhã ou depois será a propósito de qualquer outro sucedido. O que ficará gravado para memória, confrangimento e incredulidade futuras, vamos ver quantas vezes mais, é o tom reaccionariamente escarninho com que ainda se profere nos media dominantes a palavra blogue. O sempre tão ecuménico e ponderado Mário Crespo, hoje, no jornal das nove, estabeleceu um novo recorde.

2 Comments:

Blogger CLeone disse...

E eu que acabei de perguntar no peao de que falava ontem o JPP no Abrupto. O tom e' merecido, muitas vezes, contudo. E o melhor modo de nao o merecer e' nao dar aprabens a blogs que fazem por merecer quer o tom quer os processos.
On a happier note: entao e a Betty que tal?

5:52 da tarde  
Blogger Ana Cláudia Vicente disse...

[pode ser merecido, mas já quase soa ao que nos soa quem ainda nos diz que o cinema é um entretém inventado pelo demo]

É que népias, ou como se diz em americano, zilch: há muito que não apanho um episódio que seja de cabo a rabo. Aquela hora (15:30) de sábado também, só fideliza um/a entrevado/a...

11:28 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home