sexta-feira, maio 18, 2007

Daqui não oiço as terras

Um pouco de sotaque em quem nos dá as notícias era bom, digo eu. Mas nem um bocadinho de alentejano, angolano, madeirense, minhoto. Um fiapo de portuense, é só o que há. E muito quem reprima o seu falar. Como se quem ali está não nos quisesse mostrar quem é. Só nas entrevistas de rua, nos fóruns e nos reality-shows nos lembramos que o português não é uma espécie de lisboeta liofilizado.

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home