domingo, janeiro 22, 2006

Posvisão Eleitoral


Esta é a altura em que geralmente recebo lições de boas maneiras democráticas. É um equívoco. Nem eu preciso do povo para decidir o que pensar. Nem o povo (estranhamente, é certo) precisa de mim para decidir o que fazer.
Para consolar os aflitos sempre direi que não faltarão jornais e revistas a anunciar mais um grande passo na transição portuguesa para a democracia plena. Um primeiro presidente de direita desde o 25 de Abril. Suponho que teria de acontecer. Eu por mim passava, só mais esta vez.

1 Comments:

Blogger Ana Cláudia Vicente disse...

Da direita, Bruno? A Juventude Popular discordaria da tua análise, contudo fará certamente coro com a tua decepção.

[abraço, boa semana]

11:33 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home