sexta-feira, julho 17, 2009

O Público precisa de contratar mais provedores, não de despedimento colectivo

Hoje, o Público indigna-se com Artur Penedos a propósito de um logotipo indevidamente utilizado e que, após ter sido contestado, foi retirado do site do candidato do PS à autarquia de Paredes. Isto, pelos vistos, tem uma gravidade suficiente para um elemento da direcção do Público gastar metade do editorial com o caso e trazê-lo ainda para a infamante secção do «sobe e desce» (onde, tal como aquele jornal, ninguém sobe). O outro «caso» do editorial, curiosamente, fica fora desta secção.
A indignação é reveladora da atenção que o Público dedica a um lapso voluntariamente emendado. Deve ser por essa dignidade que o Público tem hoje o Sindicato de Jornalistas a monitorizar a legalidade dos processos da excelente gestão do J M Fernandes e seus colegas.

PS Conheço Artur Penedos, posso por isso confirmar que pelo menos numa coisa o editorial não erra: por tudo o que faz, e já fez, conhece a lei e as regras do bom senso. Se o Público pudesse dizer o mesmo não estava hoje como está...

Etiquetas:

1 Comments:

Anonymous Carlos Silva disse...

Resta-me dar-lhe os meus parabéns. Aqueles Senhores estão ao serviço de outros, que sabemos bem quem são, os seus beneficiários.

Ao que parece os jornalistas do Público têm que se sujeitar a certo tipo de trabalhos...pelos vistos vale tudo para não cairem no desemprego.

Artur Penedos é um homem sério, credível, íntegro, honesto, com provas dadas.
Já ninguém tem dúvidas que para certos jornalistas, ou pseudo-jornalistas vale tudo...

É a TVI, o Público...para já não falar na imprensa regional...é melhor ficarmos por aqui.

Força Artur Penedos. Paredes e os paredenses precisam de si. Coragem. Estamos consigo.

Não são estes "arranjinhos" que vai fazer com que deixemos de lutar por si.

Paredes precisa de mudar. VAMOS CONSEGUIR. É a nossa única esperança.

Mais uma vez, felicito o autor deste artigo.

Carlos Silva

2:53 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home