terça-feira, setembro 09, 2008

Imponderáveis

Passo então a explicar para quem for menos versado nestas matérias:
Não é Al, mas El Alamein. Nada de grave, é uma gralha. Às vezes até se «oficializam» (o conhecido OK é a escrita fonética, por um alemão, das iniciais de «all correct»). Foi uma batalha importante na II Guerra Mundial, na qual, às portas do Cairo, o Afrika Korps de Rommel (aka Raposa do Deserto, cf. labels do post anterior) perdeu a iniciativa da acção na frente de batalha para o VIII Exército inglês liderado por Montgomery.
Sobre a pachecada: como os próprios leitores do Abrupto observam, a constatação da brutalidade totalitária estalinista como equivalente à nazi nada tem de novo. E sobre a tese «afinal foram os sovietes a vencer, não os EUA», é apenas um sofisma que oblitera dois factos: 1) a URSS foi mantida com abastecimentos vindos dos EUA; 2) as múltiplas frentes que, graças aos Aliados, dispersavam os Alemães (já de si incapazes de ocupar um país com as dimensões da URSS) e a indiferença soviética face ao Japão (que só foi atacado por Estaline quando Hitler estava derrotado - e o Japão também), são realidades incontroversas que bastam para desautorizar a separação radical da acção soviética face à acção dos EUA.
A chave do post era o label LOL.
PS Já há continuação da logomaquia no Abrupto, que não desmerece nada a que foi linkada no post anterior. A Polónia tem costas largas...

Etiquetas:

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home